español português english email
Índice
Missionários por necessidade
Missionários por Lei

Missionários por herança
Século XIX
Século XX

Missionários hoje
Zonas missionárias
Diocese de Shangqiu (Henan, República Popular da China)

Ministérios missionários
Missionários hoje: zonas missionárias. Diocese de Shangqiu (Henan, República Popular da China)
Quarta etapa: Atrás da cortina de bambu


A antiga catedral de Shangqiu tem sido o centro dos católicos e ponto de encontro e vivencia da fé desde que Nicolau Shi estabeleceu-se nela para se dedicar completamente ao trabalho pastoral.





No século XXI as infraestruturas religiosas católicas em Shangqiu tem florescido. Foram devolvidas pelo Governo à Igreja aos começos dos anos 90. Uma série de reformas, primeiro, e novas construções, depois, tem permitido contar com todo o preciso para a atenção pastoral dos fiéis.








O papel de Nicolau Shi como animador da vida religiosa masculina e feminina, dos presbíteros, da atenção constante aos fiéis e do diálogo com os não crentes e as autoridades tem sido importantíssimo para a volta da vida religiosa agostiniano-recoleta na China.
Nove religiosos agostinianos recoletos chineses ficaram dentro da República Popular China. A prisão, a vigilância e o desprezo público não alcançaram seu objetivo. Os católicos caminhavam quilômetros para assistir as Missas. Os sacerdotes conseguiam administrar os sacramentos e visitar os fiéis. Cada cristão converteu-se em missionário. Houve entre seis a sete mil novas conversões ao catolicismo.

O Governo chinês fez quatro grandes movimentos de diferente duração e intensidade. Com o “Anti-imperialismo” de 1951 se criou a Igreja Patriótica; em 1955 se persegue a quem não estava nela, a “Eliminação de contrarrevolucionários”: sete recoletos foram confinados. Dois anos depois chega o movimento "Contra-ataque contra os conservadores” (1957). Mas o que mais prejudicou foi a “Revolução Cultural” (1966-1976).

Uma pequena carta assinala um novo início. Em 1980, o vigário dos Agostinianos Recoletos em Filipinas recebe uma mensagem vinda desde a República Popular. Era de Nicolau Shi, um dos recoletos sobreviventes. Sabia de memória o endereço da Vigaria em Manila, e provou sorte como o náufrago que manda sua mensagem numa garrafa lançada ao mar. Era aparentemente uma saudação entre amigos, falava de paisagens e lembranças para não por em aviso e alertar aos vigias da Revolução. Em Manila o interpretaram corretamente. Desde esse momento se estabelece uma relação epistolar.

Os chineses que, como seminaristas, haviam sido transferidos ao estrangeiro, estavam nas comunidades de Taiwan e Filipinas. Nos anos oitenta conseguem viajar a suas cidades com passaporte espanhol, estadunidense ou filipino. Reencontra-se com suas famílias e com os quatro recoletos que tinham sobrevivido. O primeiro contato direto com Nicolau Shi, após trinta anos de isolamento, foi em 1981. A partir desse momento, desde o exterior, haverá visitas breves e constantes à missão.

Em 1987 os edifícios da antiga missão são restituídos à Igreja Católica. A partir de 1989, com lentas, mas progressivas concessões, os cristãos começam a celebrar publicamente sua fé. A missão vive sua segunda primavera, agora com o nome de Shangqiu.

No Estado vizinho de Shandong, José Wang, que teve que fugir para a casa de sua família, começa em 1986 com sua bicicleta, um trabalho apostólico em Hezé, uma área com muitos cristãos e quase nenhum sacerdote. Nicolau Shi em 1987 se aposenta como professor de inglês e volta a Shangqiu, onde se dedica por inteiro ao apostolado. Conseguiu refundar a vida religiosa masculina e feminina, e com muitos sacrifícios e incompreensões, ganhou inclusive o respeito das autoridades locais.

Ambos serão nomeados bispos: Nicolau Shi de Shangqiu em 1991; e José Wang de Hezé em 1996. As visitas do exterior aumentam a partir de 1994 e animam aos recoletos chineses. A emocionada presença de seus companheiros lhes dá força e lhes brinda a oportunidade de sentir-se irmãos, acompanhados pelo apoio espiritual e material de quem os olha com grande admiração.

Nicolau Shi foi bispo, superior religioso com amplas competências, formador... Surgem vocações, conversões, devolução e construção de igrejas e catedrais, redução significativa da pressão política, novas possibilidades de comunicação e formação, colaboração em projetos de desenvolvimento…

José Wang faleceu em Hezé aos 27 de julho de 2004, depois de uma missão incansável, um trabalho duríssimo e uma vida cheia de testemunho e vigor. Nicolau Shi também faleceu no dia 16 de setembro de 2009, aos 88 anos de idade. Eles foram o canal de união entre a antiga missão Kweiteh e a atual diocese de Shangqiu, entre a época de isolamento e perseguição com o hoje de esperança e de futuro.

Os funerais de Dom Nicolau Shi puseram de manifesto o grande respeito que tinha se ganho entre a população local de Shangqiu, incluídas as autoridades cíveis.










Mapa Shangqiu, Henan, China


Ver mapa maior





E você, o que acha?

menu portada noticias reportajes agenda documentos nosotros material gráfico misiones escribenos intranet Entra y verás
Agostinianos Recoletos. Província de São Nicolau de Tolentino. Paseo de la Habana, 167. 28036 -Madrid, Espanha. Fone: 913 453 460. CIF: R-2800087-E. Inscrita no Registro de Entidades Religiosas do Ministério de Justiça, número 1398-a-SE/B. Política de privacidade.
Busca.