español português english email
O Lar Santa Mônica, em 45 minutos


O Lar Santa Mônica, em 45 minutos
21-09-2017 Brasil
A Comissão de Publicações da Província de São Nicolau de Tolentino acaba de apresentar um novo documentário dedicado ao projeto dos Agostinianos Recoletos que lutam contra a exploração, abuso e violência sexual de qualquer tipo, contra meninas na cidade brasileira de Fortaleza.
O Lar Santa Mônica é um dos projetos sociais mais importantes e mais queridos da Província de São Nicolau de Tolentino, da Ordem dos Agostinianos Recoletos.

Situado na cidade de Fortaleza, capital do estado brasileiro do Ceará, luta contra uma das lacras mais terríveis da sociedade em todo o mundo: o abuso, exploração e violência sexual contra meninas. Uma das agressões mais destrutivas, injustas e cruéis, mas que tem uma incidência muito alta e consequências muito graves.

O documentário está acessível na plataforma YouTube, no mesmo canal da Província de São Nicolau de Tolentino nessa rede de vídeos compartilhados:



Com uma duração de 46 minutos, esta produção audiovisual pretende expor toda a realidade do projeto em seus diferentes âmbitos: o da colaboração institucional com um trabalho em rede do qual participa junto com muitas entidades; o da formação, assistência e prevenção do risco com as famílias do degradado bairro da Barra do Ceará mediante o Centro Pisco social Santo Agostinho; e o da recuperação, restauração e semeadura do futuro e de superação, nas meninas que tem passado por esse transe e tem sido vítimas, de tal maneira que um juiz tem ordenado seu ingresso no Lar Santa Mônica para estar longe do contexto agressor e permitir que receba uma atenção integral física, psíquica, moral, terapêutica e social.

Para elaborar o documentário se tem contado com a colaboração de um grande número de pessoas. Em primeiro lugar, como é lógico, com a própria equipe diretiva, equipe profissional e voluntária do Lar Santa Mônica, assim como das próprias meninas residentes, que aceitaram a presença de uma câmera em suas vidas e participaram da gravação e de algumas entrevistas durante cinco dias.

Também se tem contado com a colaboração de pessoas e projetos com os quais há uma importante colaboração para realizar este trabalho em rede. Aceitaram ser entrevistado um fiscal do trabalho especializado em delitos do trabalho infantil, em cujo escritório recebe os casos em Fortaleza de exploração sexual comercial infantil; um conselheiro tutelar, órgão de caráter municipal que vela pelos direitos dos menores; uma assistente social do projeto ViraVida do Serviço Social da Indústria, onde estudam algumas das residentes do Lar Santa Mônica; o presidente do conselho diretor do Condomínio Espiritual Uirapuru; um membro da Família Camiliana em Fortaleza que levam a efeito o projeto de Maria Mãe da Vida, destinado principalmente a mulheres (adultas e menores) gestantes; e uma voluntária da sede riojana da Associação AjudaFortaleza, quando estava como voluntária no Brasil.

A locução do vídeo tem estado a cargo de leigos da Paróquia de Santa Rita de Madrid, em sua versão em espanhol; e das Missionárias Agostinianas Recoletas, em sua versão em português.


E você, o que acha?

menu portada noticias reportajes agenda documentos nosotros material gráfico misiones escribenos intranet Entra y verás
Agostinianos Recoletos. Província de São Nicolau de Tolentino. Paseo de la Habana, 167. 28036 -Madrid, Espanha. Fone: 913 453 460. CIF: R-2800087-E. Inscrita no Registro de Entidades Religiosas do Ministério de Justiça, número 1398-a-SE/B. Política de privacidade.
Busca.