espaol portugus english email
Pauini celebra as “25 horas para o Senhor”, uma jornada especial de oração eucarística pela paz, diante a escalada de violência no município


Pauini celebra as “25 horas para o Senhor”, uma jornada especial de oração eucarística pela paz, diante a escalada de violência no município
30-03-2017 Brasil
A capela do Sagrado Coração de Jesus, situada no centro urbano desta cidade do Amazonas brasileiro, se encheu completamente numa intensa jornada de oração pela paz, após o crescimento progressivo da violência e atos criminosos que sofre a população.
Desde às seis da tarde do sábado 25 de março, até às sete da tarde do domingo 26 de março, a Paróquia de Santo Agostinho dos Agostinianos Recoletos em Pauini, (Amazonas, Brasil) preparou uma intensa jornada de Oração Eucarística, denominada “25 horas para o Senhor”, como uma chamada especial ao povo para rezar, de uma maneira especial pela paz, um bem que cada vez mais falta faz , nesta cidade amazonense, de aproximadamente 20 mil habitantes.

As 25 horas continuadas de oração eucarística, terminaram com a missa dominical das sete da noite. O sábado anterior, desde as seis da tarde, começou a oração e exposição eucarística. Os movimentos e serviços pastorais de todo o centro urbano da paróquia, se revezavam à noite, madrugada e domingo completo.

“Pedimos a paz para nossa cidade, mais amor para nossos lares, e o fim de toda violência causada pelas atividades criminosas, como o tráfico de drogas, os roubos com força ou violência e a proliferação de armas de fogo”, indicaram os organizadores do encontro e oração. Também, todo este processo se acompanhou através das redes sociais utilizando a #QueroMisericordia.

Pauini tem experimentado, especialmente durante os dois últimos anos, um enorme aumento de atividades violentas, devido a diversas causas. Faz exatamente dois anos, em março de 2015, se produziram as primeiras queixas continuadas da população pela violência policial, que levou o Plenário da Prefeitura a vários debates. Já então a própria Igreja Católica junto com o restante da sociedade civil, pediu às autoridades, a retirada de um cabo e outros membros da Policia Militar, por suas atuações violentas e maus tratos graves aos presos.

Outros fatos que tem levado a esta situação, é a falta recorrente de juiz e de fiscal público no município, o que tem somado a uma policia ineficaz, mal formada e violenta e também a pessoas perseguidas pela corrupção serem eleitas para cargos públicos ; inclusive um dos vereadores foi detido com uma considerável quantia de maconha.

Também se têm multiplicado os roubos com violência, às vezes à luz do dia, com grande impunidade. Um idoso foi atacado com armas de fogo no aeroporto local. E lugares de grande transcendência social, como a sede do Conselho Tutelar da Infância e da Adolescência, têm sofrido roubos de documentação e arquivos.

Algum grupo de menores tem sido justamente os protagonistas da violência. Em Pauini tem causado pânico nos últimos anos, as chamadas “Bandas da baladeira”. São grupos de adolescentes e crianças que usam este instrumento com bolas de barro ou pequenas pedras, para enfrentar-se entre eles, divididos por bairros de procedência; e a população fica aterrorizada porque está no meio do fogo cruzado.

Um grupo de vereadores se trasladou até o vizinho município de Boca de Acre, onde reside o fiscal, para pedir auxilio ante esta realidade e o medo da população de sofrer este tipo de violência.

Os cidadãos de Pauini tem chegado a fazer uma petição pública, num conhecido portal brasileiro de petição de assinaturas para causas sociais: “Devido ao aumento na criminalidade no município de Pauini-AM, e na tentativa de frear este aumento, nós cidadãos de bem, acostumando com nossa cidade pacata, utilizaremos deste meio para reivindicar das autoridades competentes uma solução enérgica para este problema que limita nosso bem estar social”.

Além da denúncia política, da formação cívica e das recomendações sobre o voto democrático, a Igreja Católica também se tem unido a esta cadeia de oração pela paz.


E você, o que acha?

menu portada noticias reportajes agenda documentos nosotros material gráfico misiones escribenos intranet Entra y verás
Agostinianos Recoletos. Província de São Nicolau de Tolentino. Paseo de la Habana, 167. 28036 -Madrid, Espanha. Fone: 913 453 460. CIF: R-2800087-E. Inscrita no Registro de Entidades Religiosas do Ministério de Justiça, número 1398-a-SE/B. Política de privacidade.
Busca.